Condição essencial para o nascimento de um bebê saudável é ser gerado por pais saudáveis ,tanto do ponto de vista físico quanto emocional.

A vinda de um bebê deve ser desejada.O conceito de paternidade responsável motiva o planejamento da vinda de um filho.

Sabe-se que o desempenho funcional do organismo humano depende do perfeito equilíbrio entre SOMA (corpo) e PSIQUE (emocional), isto se aplica a todas as fases da vida, em especial na gravidez, pois envolve três seres humanos (pai, mãe e bebê).

A gravidez dura nove meses em nosso calendário ou 10 meses lunares ou ainda 40 semanas.

Inicia-se no 1º dia da falha menstrual, comprovada com a positividade do beta HCG ou pela ultra-sonografia.

Deve-se considerar como de extrema importância o início do período denominado pré-concepção, isto é, quando o casal interrompe a anticoncepção e pensa realmente em programar a gestação.

Com esse espaço de tempo o obstetra, a psicóloga, a nutricionista e a fisioterapeuta, enfim a equipe multidisciplinar pode avaliar as condições clínicas da futura mamãe e porque não também do papai.

Do ponto de vista obstétrico vários aspectos devem ser analisados, dentre outros, os mais importantes são:

  1. Exame clínico geral detalhado acompanhado de exames laboratoriais
  2. Antecedentes genéticos do casal, se possível pesquisando até a terceira geração (tataravós).
  3. Importância da idade materna e também do papai.
  4. Atualização vacinal.
  5. Importância do ácido fólico, vitamina B12 e sais minerais como iodo e Zinco na prevenção de alterações no tubo neural do bebê.
  6. Estabelecer, se necessário, dieta nutricional equilibrada para que a gestante inicie a futura gestação com peso e massa corporal adequada.

Sabe-se que em toda a gestação pode ocorrer:

  1. Abortamento em 15 a 20%
  2. Parto prematuro em 10%
  3. Óbito em 0,5 a 2%
  4. Malformação fetal em 3 a 5%
  5. Crescimento fetal restrito em 3 a 5%
  6. Pré-eclampsia em 10%
  7. Tromboembolismo em 0,2 a 0,5%

Esses fatos não podem ser esquecidos, o planejamento deve ser iniciado,  consultando um médico da área, ginecologista-obstetra e sua equipe multidisciplinar para analisar, diagnosticar e tratar se necessário o que não for considerado ideal.

ADEQUAÇÃO PONDERAL

O estado nutricional da mulher interfere no processo normal da gestação.

Quando deficitário, havendo carências de micronutrientes a mulher pode ter hemorragias, anemia, parto prematuro e o recém-nascido pode apresentar baixo peso, baixa estatura, prematuridade e até malformações congênitas.

O sobrepeso também pode interferir no evoluir da gestação e favorece em especial o diabetes gestacional, o que, de per si, já é um risco enorme para o bebê.

IMPORTÂNCIA DE VITAMINAS E SAIS MINERAIS NA GESTAÇÃO

ÍODO: sua deficiência pode ocasionar aborto, partos prematuros, natimortos e anomalias congênitas.

FERRO: essencial para manter a capacidade transportadora de oxigênio pelos glóbulos vermelhos. Sua falta determina anemia e maior risco para a evolução normal da gestação.

ÁCIDO FÓLICO: participa na produção de DNA, estimula o aumento de glóbulos vermelhos e tem importante papel na prevenção de malformações do sistema nervoso central como tubo neural e mesmo defeitos cardíacos do recém-nascido.

Recomenda-se iniciar o uso de ácido fólico dois a três meses antes da concepção.

CÁLCIO: importante na formação dos ossos do feto em crescimento.

FÓSFORO: importante no equilíbrio metabólico.

MAGNÉSIO: constituinte normal dos ossos, importante no crescimento dos tecidos do materno e fetal.

FLUOR: atua também na formação de ossos e dentes.

VITAMINA D: (calciferol) importante na formação esquelética do feto

VITAMINAS DO COMPLEXO B: importantes na produção de enzima e no aumento da atividade metabólica.

VITAMINA C: promove a absorção do ferro ingerido pela mãe e é um potente antioxidante.

VITAMINA E: também é um potente antioxidante.

Sabe-se que dietas adequadas oferecem todos essas vitaminas e sais minerais, recomendo sempre que necessário, a orientação de um nutricionista.

Entretanto sempre recomendo também, a ingestão, mesmo no período de pré-concepção e em especial no pré-natal, de produtos farmacêuticos de minha confiança e que contenham todas essas vitaminas e sais minerais.

Não deve ser esquecida a atualização vacinal

VACINAS

  1. (dT) DUPLA DO TIPO ADULTO: DIFTERIA e TETANO, Indicada no período de Pre-concepção, Pre-Natal e Lactação.

 

  1. (dTpa) TRIPLICE BACTERIANA ACELULAR DO DO ADULTO: TETANO, DIFTERIA e COQUELUCHE.

Indicada preferencialmente no período Pre-concepção, no Pre-Natal, se houver alto risco para coqueluche

  1. ANTI-HEPATITE A
  2. ANTI-HEPATITE B
  3. ANTI-VARICELA
  4. ANTIGRIPEz
  5. PNUMOCOCICA POLISSACARÍDICA 23V
  6. TRIPLICE VIRAL SARAMPO CAXUMBA e RUBÉOLA
  7. FEBRE AMARELA

Indicadas também preferencialmente no período de pré-concepção, lembrar que a vacina contra febre amarela está contra indicada na gestação.